Postagens

Mostrando postagens com o rótulo partida

Dormir e acordar no nada

Imagem
É que eles já não sabiam mais olhar o Pôr do Sol sem se avisar para olhar o céu, ou para ver como o céu estava com estrelas e a Lua linda. Ela já não sabia mais como era ter que deitar sem cair no sono escutando sua respiração ficando mais forte e devagar conforme ele ia se entregando para o travesseiro. Era uma coisa curiosa como a respiração dele não a causava incômodos, era tão particular e gostosa. Causava os mesmos efeitos que uma canção de ninar para ela, dava a certeza de que ele estava ali e tão perto... Ela já não sabia mais dormir sem achar graça das frescuras dele de conseguir dormir. Ela já não sabia mais o que era acordar e não ter que esperar algumas horas e ouvir ele se mexer todo sabendo que ele estava despertando. E ali, ela já abria um sorriso esperando ele gemer se espreguiçando e logo depois a chamando, sussurrando perguntando se estava acordada. E o tom de sua voz era de um sorriso estampado por acordar ao lado dela. Depois, perguntava se estava há muito temp…

Decepções na sua porta 2.0

Imagem
E entre vindas e partidas, Você disse vem... E lá estava eu de novo Eu que tinha jurado que meu amor, Você perdeu. Você me prometeu uma cama, Um sofá, uma tartaruga e um cachorrinho Prometeu até me fazer gostar de gatos Prometeu cozinhar estrogonofe pra mim Prometeu cuidar das minhas cólicas Prometeu enxugar minhas lágrimas Você prometeu me acordar Todos os dias, com beijos antes da faculdade. Você me prometeu uma casinha pequena, Para dois e bem apertadinha Você me prometeu séries e filmes todas as noites Prometeu viagens nos feriados Prometeu sorrisos e provocações Prometeu ser meu lar Você me prometeu amor Prometeu me fazer a mulher mais feliz do mundo. Então eu aceitei. Te dei mais uma chance Percorri toda aquela calçada mais uma vez Dei "oi" pro seu porteiro,já cansado de me ver tantas vezes ali... Te esperando. Entrei. Te abracei. Me alegrei. Despertei. Um dia, cheguei. A fechadura já não era a mesma. Você a trocou. E eu esperei no corredor. A luz acen…

15 passos

Imagem
Eu só queria que eu ainda pudesse ser seu colo. Que você corresse pra mim pedindo pela calmaria que eu te dava. Que você deitasse aqui nos meus palitinhos que chamo de perna e eu entrelaçasse meus dedos em seu cabelo fazendo um carinho bem gostoso. Que você me ligasse chorando e jurando que nenhuma lágrima havia caído. Que você estivesse explodindo de raiva e eu te fizesse dar aquela risada tão gostosa. Eu queria, eu juro que ainda queria ser esse seu encosto. Dói-me pensar que você está por ai se sentindo perdido e sem amparo. Mas como você mesmo vivia me dizendo, as coisas não acontecem só porque a gente quer. E é por isso que eu tive que ir. Ei, não fica assim não, promete?! É pro seu bem, eu juro juradinho. Não, minhas palavras nunca foram falsas, sempre te disse que queria você por perto mesmo que fosse só nas lembranças, sempre te disse que meu amor por você não deixaria de existir e sim, ficaria guardado em uma gavetinha. Mantenho minhas palavras e infelizmente, chegou a hor…

Duas crianças brincando de amar

Imagem
Tudo começou meio assim, meio que só de brincadeira, só para se experimentar, só para ser impulsiva uma vez, só para ser criança de novo e fazer as coisas sem pensar, só para tentar algo diferente depois de anos de amizade, só para matar a vontade que veio do nada ou que talvez sempre esteve ali e ninguém viu ou eu não vi, aposto mais nessa última opção, mas tanto faz agora... Tudo começou meio assim só para ver no que ia dar, meio que só para fazer minha vontade uma vez na vida sem pensar nas consequências, sem medos, meio assim sem ligar que era errado, na verdade a gente nem achou errado no começo, meio que só para sair da mesmice, meio que só pra ver se eu fugia um pouco de mim e das minhas regras, meio que só para me libertar. E então a brincadeira começava com um pouco de pé atrás, um pouco engraçada, meio esquisita, meio "a gente vai brincar mesmo ou...?". Sem perceber a gente nem reparava que era ainda uma brincadeira, sem perceber a gente se mostrava um mundo…

Doaer

Então deixe-me ir embora, você nunca foi de tentar manter ninguém mesmo. Nunca foi de fazer os maiores esforços para ter alguém ao lado. Sempre foi "aceita que dói menos". E quem foi que disse que às vezes é melhor que não doa? Às vezes a dor vale a pena. Às vezes é preciso saber senti-la. A dor deixa cicatrizes. Cicatrizes carregam histórias. As nossas histórias. Cicatrizes são a marca registrada de quem fomos um dia e o que nos tornamos hoje. Diga-me afinal, você mesmo. Não era você quem tinha 20 cicatrizes pelo corpo? Aquelas que fez quando ainda menino? Pois, traga-o de volta, ele era bem destemido.  – Luísa Monte Real

Decepções na sua porta

Eu estava andando
Eu estava te procurando
O pôr do sol estava brilhando,
Como de costume
Ah!Como eu amo este lugar
Neste lugar eu vim te ver
Você disse que me esperaria
Você perguntou a que horas eu viria
Você perguntou que horas eu queria
Você disse que por mim tudo faria
E eu estava andando
Eu estava te procurando
Eu estava na sua porta,
Era só abrir.
Você disse que ansioso estaria
Você disse que me abraçaria
Você disse...
E de faria em faria, não fez nada.
Toquei na sua porta
Minha barriga gemeu
Meu corpo tremeu
Mas ninguém atendeu.
Meu bem, nunca te pedi que me quiseste
Nunca te pedi que precisaste do que preciso
Mas tu fingiste
Fingiste desejos para manter meu amor por ti
Sua sinceridade me bastaria
E para sua porta eu não correria.
Agora quem anda não sou mais eu,
Mas sim, o mar de suas lágrimas
Que meu amor perdeu. – Luísa Monte Real

Sobre mudanças

E eu que um dia pensei que em novembro eu já teria te esquecido, que tudo já teria passado, que eu seria feliz de novo... Mas e aí? O tempo passou, hoje já é novembro e nada mudou. Tudo continua da mesma cor cinza, tudo a mesma porcaria de sempre. E ainda consigo alimentar a esperança de que é só esperar porque ano que vem vai ter mudado... Será? Pergunto-me se é mesmo o tempo que controla a situação, se são as coisas que tem que mudar e não eu. Percebi que novembro é só uma contagem. Percebi que não sou nada, e sim estou alguma coisa. Percebi que sou feita de escolhas e de não escolhas. Percebi que se não agrada-me o rumo que estou levando, não é o rumo que tem que mudar, e sim, eu que tenho que mudar de rumo. – Luísa Monte Real

Três anos em três dias

Imagem
Nunca gostei de despedidas. Mas foi assim que ele me disse adeus. Numa madrugada de meus desabafos sobre seus defeitos ele resolveu que iria partir. Três longos dias de conversa tentando resolver o imprevisto que depois viraram um mês de conturbações e discussões. Estava convencido de que era um tremendo canalha e não poderia me machucar de forma alguma. Confesso que já vacilei com ele muito mais do que o oposto. E olha, que ele sempre foi o badboy e eu a "mimada" como ele dizia, só para me irritar. Tantas coisas foram ditas...Tentei convencê-lo de que essa ideia de seu medo sobre um futuro incerto era um desperdício de tudo que sentíamos e construíamos. Falei e repeti todos os meus argumentos e de nada adiantou. Uma prova de amor linda esse seu sacrifício, porém um sacrifício à toa. Pedi que ele se amasse mais, se cuidasse e pensasse mais nele... Mas ele não tirava a ideia de que queria o melhor para mim e disse que me amava, como uma irmã, repetidas vezes. Mas ele não…